Como podemos auxiliar o jovem médico na preparação para as provas de residência médica?

Mobile App, Ux Design, UX Research


O futuro residente de medicina.

A carreira médica é um processo específico e de longa duração, que exige muito esforço e constantes desafios.
No Brasil, é preciso estudar em uma universidade aprovada pelo MEC (Ministério da Educação) em um bacharelado de 5 anos para conquistar o título de Médico, sendo um profissional generalista.
Durante esses 5 anos, 4 são dedicados à conhecimentos teóricos e geralmente o último ano se destina ao que é chamado de internato.
No internato o aluno tem contato com todas as áreas da medicina, numa espécie de estágio supervisionado pelos professores que são especialistas nas diversas áreas.
Após a graduação, a grande maioria dos médicos deseja se especializar com a residência médica, para poderem atuar como especialistas. Sem esse título, acabam se sujeitando a longos plantões e uma atuação generalista.
Para a aprovação nas residências médicas do país, os médicos devem passar por provas que se parecem ao vestibular da graduação, sendo cada instituição responsável pela aplicação dos exames. Alguns contam com apenas uma fase, e outros englobam fases práticas e teóricas.
A conclusão é que para estudarem para essas provas de alta concorrência e dificuldade, combinados à rotina de plantões ou internato, muitos médicos possuem pouco tempo e muita pressão para se prepararem para um período marcante em suas vidas.

Para auxiliar no processo de aprovação na residência médica, a empresa oferece um curso mediado por tecnologia, em diversos formatos para os médicos se prepararem para a prova de residência.
O curso é oferecido em uma plataforma digital, acessível de diversos dispositivos, porém dependente de conexão de internet e com performance variante nos diversos browsers e dispositivos.



.

Briefing


O produto a ser desenvolvido é um aplicativo que replique a experiência que a empresa oferece em sua plataforma web. Nesta plataforma são oferecidos diversos tipos de conteúdo em 4 formatos: vídeos, podcasts, e-books e simulados. A ideia é fornecer uma experiência otimizada para os alunos e que se adapte à rotina estressante dos médicos. Muitos passam mais de 12 horas fora de suas residências e fazem longos plantões, tendo a necessidade de estudar em intervalos e situações menos cômodas. Além disso, não dispõe da disponibilidade de frequentar aulas presenciais, tendo a necessidade de criar rotinas de estudos personalizadas.



Entrevista com os stakeholders

O primeiro passo do processo de pesquisa para definição do aplicativo de estudos, foi entrevistar os stakeholders da empresa e conhecer as expectativas e definições prévias à investigação do projeto e início do processo de design.
Elaborei um roteiro com perguntas que pudessem trazer à tona especificidades de cada área e cada parte interessada do projeto. Ao fim do processo de elaboração do roteiro, escrevi um artigo completo sobre essa etapa do projeto, que pode ser acessado aqui.
Os entrevistados foram: O CEO da empresa, o CTO, o Gerente de Projetos, o diretor da área de Aprendizagem e Conteúdo, a diretora de Produtos, o diretor de marketing.

A partir das entrevistas, foram gerados insumos, que foram transformados em perguntas no modelo "Como podemos…?".
Esse formato proporciona que os insights sejam trabalhados pela equipe de design durante a execução do projeto e que não sejam fatores decisivos e limitadores para o desenvolvimento, mas sim geradores de questionamentos necessários durante a sua execução.
As perguntas foram agrupadas por semelhança e por incidência.
Então filtramos e categorizamos os principais pontos, definindo-os em perguntas a serem solucionadas e prototipadas.




como podemos metodologia brainstorming design








Nessa etapa, foi possível mapear os objetivos a longo prazo e problemas atuais enxergados por um olhar interno à empresa.
Com o conhecimento atual imaginamos os possíveis caminhos que poderiam construir uma jornada otimizada para os nossos usuários e como poderíamos responder as perguntas propostas pelos nossos stakeholders. Essas respostas, com certeza não são as respostas finais à esses questionamentos, mas permitem gerar novas perguntas sobre a validade dessas ideias e insumos para explorarmos os conceitos junto dos usuários.




como podemos metodologia brainstorming design




Investigação das necessidades dos usuários.

Após a definição dos alicerces do projeto, pudemos compreender que para desenvolver um produto de sucesso aos olhos dos stakeholders, precisaríamos oferecer uma experiência de qualidade aos alunos, para fortalecer a marca, transparecer segurança e garantir que estes possam realizar o sonho de serem aprovados em uma residência médica e conquistarem o título de especialista.

pesquisa usuários stakeholders

Os alunos

O segundo passo, portanto, foi definir os parâmetros de uma experiência ideal ao aluno e como possibilitar uma rotina de estudos que auxiliasse no melhor desempenho nas provas.
Com esse objetivo, convidei alunos que estudam pela plataforma atualmente para um encontro na empresa . Ao conhecer os alunos pessoalmente, pude entender, junto dos outros membros da equipe de design, as realidades individuais de cada estudante e fatores em comum que guiam a carreira médica. Trouxemos tópicos sobre o dia-a-dia desses alunos, seus desejos para a carreira e como lidam diariamente com a plataforma, para assim medir suas dores e necessidades.
Através de uma conversa despojada, introduzimos diversos questionamentos e escutamos tudo aquilo que eles tinham a dizer.
O resultado dessa pesquisa foi traduzido na criação de arquétipos de usuários da empresa:



Diego*

Necessidades

  • - Aumentar o consumo de conteúdo;
  • - Mensurar sua performance;
  • - Disciplina nos estudos.

Desejos

  • - Maior contato com os outros alunos e doutores da área;
  • - Facilidade em contabilizar o conteúdo estudado;
  • - Melhorias na ferramenta de simulados.




persona pesquisa design



Eduardo*

Necessidades

  • - Estudar nos intervalos da faculdade e do estágio;
  • - Economizar o plano de internet do celular;
  • - Disciplina nos estudos;

Desejos

  • - Aulas off-line para estudar no estágio;
  • - Ferramenta para organizar suas anotações;
  • - Conteúdo alinhado ao dia-a-dia do estágio.




persona pesquisa usabilidade



.

Bruna*

Necessidades

  • - Ler durante as viagens;
  • - Planos de estudos específicos para as instituições de sua escolha;
  • - Acompanhar o consumo e seu desempenho pessoal;

Desejos

  • - Conseguir medir o estudo pelos livros;
  • - Ferramentas sociais inseridas dentro da plataforma;
  • - Conteúdo personalizado para as instituições de sua escolha.




design thinking persona



Thomas*

Necessidades

  • - Rapidez na busca pelo conteúdo que precisa para estudar;
  • - Interface simples e de poucos cliques;
  • - Conteúdo específico para os primeiros anos da graduação;

Desejos

  • - Plano de estudos alinhados à grade da universidade;
  • - Receber notícias e atualizações sobre a medicina;
  • - Conhecer melhor como são as provas de residência;




persona pesquisa do usuário

















Compreensão do fluxo de aprendizado

Utilizando os insumos das entrevistas dos stakeholders e dos estudantes que utilizam a plataforma, foi realizado um estudo dos padrões de estudo enxergados, num mapeamento da jornada do estudo e aprendizado.
Nosso interesse no momento foi o de enxergar como os objetos de aprendizagem (Podcast, vídeos e simulados) eram utilizados durante o período de estudos dos alunos (geralmente um ano) e quais as vocações desses objetos na jornada de aprendizagem.




design brainstorming soluções











Wireframes iniciais

wireframe app design



wireframe axure



wireframe axure



wireframe axure



wireframe axure







Continua...